Mostrando postagens com marcador palmito. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador palmito. Mostrar todas as postagens

segunda-feira, 9 de julho de 2012

Escondidinho com um esconderijo diferente

Comida de Boteco* é uma paixão nacional. Como toda paixão, nem sempre é uma relação saudável. Nós as amamos, mas elas não a nós na mesma proporção. São gordurosas gostosas, calóricas apetitosas, viciantes mas causam um efeito devastador não só nos nossos corpos mas principalmente nos nossos corações. É um amor bandido!

Talvez por isso o Escondidinho, uma dessas tais comidas de boteco, virou um dos mais queridinhos dos bares. É mais parecido com uma refeição de verdade, pois tem, em geral, uma carne refogada coberta por um purê e depois gratinado para a cada garfada soltar aquela fumacinha que vai acalentar sua noite e segurar a onda das biritas** que muito provavelmente você não vai querer tomar mas aquele teu amigão vai insistir tanto, que, pra não perder a amizade você não vai querer conseguir dizer não (quem nunca?).

Enfim, voltando ao escondidinho, é muito provável que as inúmeras variações que foram surgindo sejam para dar opções e mais graça a esse petisco que entrou porta a dentro das nossas casas e virou mais uma deliciosa expressão de comfort food.

Aproveitei a deixa e também fiz uma versão vegetariana, mas para dar uma bossa usei a cobertura um tanto diferente, que resultou em uma combinação muito gostosa. Vamos ver?


tradução
*Boteco = o bar como é carinhosamente chamado no Brasil, mal comparando, seria o nosso pub
** biritas = bebida alcoólica em geral: cerveja ou a tão afamada "caipirinha"




Escondidinho de cogumelos com creme de palmito pupunha
(4 porções)

Ingredientes
>cogumelos
150g de cogumelo Portobello picado em 4 partes
150g de cogumelo shitake picado (reserve alguns para decorar)
1 colher (sopa) de manteiga
1/2 cebola média bem picadinha 
1 colher (sopa) não muito cheia de farinha de trigo
sal
tomilho fresco
>creme de pupunha
100g de palmito pupunha desfiado
1 pedaço de 5 cm de talo de alho poró fatiado
1/2 cebola média bem picadinha 
1 colher (sopa) de azeite extra virgem
50 ml de creme de leite
1 colher (sopa) de requeijão cremoso
4 colheres (sopa) de queijo ralado - usei Minas Padrão (ou outro)
sal


Preparo
>cogumelos
Doure a cebola na manteiga. Acrescente os cogumelos e corrija o sal. Deixe cozinhar até soltar um caldo (poucos minutos). Adicione a farinha e mexa para engrossar esse líquido. Finalize com o tomilho e apague o fogo. Reserve.

>creme de pupunha
Refogue a cebola no azeite. Coloque a pupunha e o alho poró. Salgue e deixe cozinhar até amolecer. Acrescente o creme de leite e o requeijão.

Montagem: distribua os cogumelos em ramequins (fôrmas refratárias pequenas) e cubra com o creme. Salpique o queijo por cima e decore com um cogumelo shitake sem o talo e com um corte em formato de cruz só na superfície, sem ir até o fim. Regue o cogumelo com um fiozinho de azeite. Leve ao forno preaquecido até gratinar.

Sirva a seguir como entrada ou como refeição principal acompanhado de uma salada de folhas. Bom apetite!

segunda-feira, 19 de setembro de 2011

Espaguete de palmito pupunha ao pesto de rúcula

Pupunha é uma espécie de palmito cultivado, e não extraído das reservas naturais, como aquele mais usual que costumamos ver em conservas. Às vezes é até conceituado como "palmito ecológico" por esse motivo. Pode ser consumido in natura, portanto é mais saudável. Bom pra nós e pra mãe Natureza!

Encontrei outro dia esse palmito já cortado em formato de espaguete (tem também em pedaços, fiapos ou tipo carpaccio). Comprei pra experimentar, pois na embalagem vinha o modo de preparo básico, que é de cozinhar como o macarrão feito de trigo.

É uma ótima opção para quem tem intolerância à glúten (e a calorias também!). Resolvi fazer um molho ao pesto de rúcula, leve e fresco, porque achei que casaria bem. Casou, adorei. Agora comprarei mais vezes e testarei com outros molhos.

Aproveite que estamos começando a recuperar os dias de calor e faça. É uma ótima pedida!

Espaguete de palmito pupunha ao pesto de rúcula
(2 pessoas)

Ingredientes
1 embalagem de pupunha cortado em formato espaguete
1/3 de maço de rúcula, bem lavada e escorrida
1 punhado de nozes descascadas
sal
azeite extra virgem o quanto baste


Preparo
Ferva água em quantidade para cozinhar a pupunha. Salgue e veja o ponto de cozimento ao seu gosto. Na embalagem indicava meia hora, mas deixei o meu 20 minutos.

Enquanto isso faça o molho. Pique a rúcula (já lavada e escorrida) grosseiramente e leve ao liquidificador ou processador para bater junto com as nozes e o azeite (não coloque muito à princípio). Triture, despeje em um recipiente, adicione sal a gosto e mais azeite, se precisar.

Escorra a pupunha, retorne à panela e adicione o pesto, mexendo até envolver todo o espaguete. Sirva à seguir.

Gostou? Então bom apetite!

sexta-feira, 17 de junho de 2011

Bobó de Palmito

Bobó é uma receita típica da Bahia, estado do Nordeste brasileiro e feita tradicionalmente com camarão, mandioca, leite de coco, azeite de dendê e uma pimentinha.

Essa é uma versão vegetariana. Antes de fazer andei pesquisando várias receitas e no final fiz mesmo "à moda da casa". Sou suspeita para falar, mas ficou uma delícia!

Ah, não coloquei o azeite de dendê, na verdade eu gosto muito, mas meu estômago não... :-(


Bobó de Palmito
(4 pessoas servindo-se bem)

Ingredientes
1 vidro grande de palmitos em conserva, sem a água e picados em rodelas
200g de mandioca descascada e picada
1 cebola média picada em cubos não muito pequenos
2 dentes de alho picados
1 pimentão vermelho (médio) picado em cubos
1 pimentão amarelo (médio) picado em cubos
2 colheres (sopa) de polpa de tomate (pronta)
1 sachê de caldo de legumes em pó
1 vidro 200ml de leite de coco (usei o light)
azeite extra virgem
sal
1 litro (aproximadamente) de água quente - que deve ser utilizada aos poucos
1 colher (sopa) de azeite de dendê (opcional) - não usei
salsa picada
molho de pimenta a gosto (usei Tabasco)

Preparo
Cozinhe a mandioca em água com sal. Quando estiver amolecida, bata no processador ou liquidificador junto com um pouco da água do cozimento. Deve ficar com a consistência de um purê. Reserve.

Em uma panela leve a cebola e o alho com o azeite extra virgem para refogar. Acrescente os pimentões, o pó de legumes e cubra com um pouco da água, o suficiente para cozinhar um pouco. Preserve os pimentões inteiros, sem desmanchar. Coloque agora o palmito, o purê da mandioca e a polpa de tomate. Veja se é necessário acrescentar mais água, mas cuidado pois o bobó tem um molho mais espesso. Corrija o sal e deixe cozinhar por alguns minutos. Adicione o leite de coco, o molho de pimenta e se gostar, o dendê. Cozinhe por mais um tempinho e prove para ver se precisa acertar o sal ou a pimenta. Desligue o fogo e acrescente a salsa.

Sirva com arroz branco.

quarta-feira, 16 de março de 2011

Massa econômica para tortas (com recheio de palmito e alho poró)

Não conheço suas habilidades culinárias, mas seguramente posso me arriscar a dizer que você não levará mais que 15 minutos para fazer essa torta, desde que o recheio esteja pronto, é claro (e sem contar o tempo do forno). Porque além de econômica, essa massa é muito fácil de ser trabalhada e pode ser aberta bem fininha, deixando a torta leve.

Essa receita veio do caderno de receitas da minha mãe, acho que ela pegou de algum desses programas vespertinos de culinária na TV, muito provavelmente da hoje famosa e "cult" Palmirinha, de quem a minha mãe sempre foi fã.

Aceite meu desafio, cronometre seu tempo de execução e veja se eu não estou certa.

Massa econômica para tortas ~ Recheio de palmito e alho poró
(para uma fôrma de 25 cm de diâmetro)

Ingredientes~Massa
1 1/2 xícara (chá) de farinha de trigo
100g de margarina na temperatura ambiente
1 pitada de sal
1/2 xícara (chá) de água - aproximadamente, até dar o ponto

Preparo~Massa
Viu, não esqueci de colocar nenhum ingrediente acima, é só aquilo mesmo. Misture todos eles com as mãos e siga as etapas ilustradas abaixo:

Dica 1* Coloque a água aos poucos para não errar o ponto.

Dica 2* Essa vale para qualquer massa que você fizer: mesmo que você sentir a massa grudenta nas suas mãos não coloque mais farinha. Faça assim: primeiro retire o excesso das suas mãos, lave-as e seque-as bem e daí volte a trabalhar a massa. Você irá perceber que aquela farinha que você ia adicionar não era necessária (na maioria dos casos) e só iria deixar a massa mais dura.

O Recheio pode ser a seu gosto, esse fiz assim:

Ingredientes~Recheio
1 vidro grande de palmito em conserva, cortado em rodelinhas
1 talo de alho poró cortado em rodelas finas
1/2 cebola média picada
1 dente de alho picadinho
2 colheres (sopa) de óleo
2 colheres (sopa) de molho de tomate
1 sachê (pó) de caldo de legumes
sal a gosto
1 punhado de salsa e cebolinha picadinhas
1 colher (sopa) rasa de amido de milho (Maizena)
2 colheres de requeijão

Preparo~Recheio
Refogar a cebola, o alho e o alho poró no óleo. Colocar o palmito com o molho de tomate, o pó de legumes, sal e deixe cozinhar até o palmito ficar mais molinho. Adicione a salsa e cebolinha e a Maizena, para garantir que todo o caldo fique seco. Mexa bem e acrescente por último o requeijão. Deixe esfriar um pouco para utilizar.

Como eu disse, o recheio pode ser variado, inclusive aproveitando as famosas "sobrinhas da sua geladeira". Aí a torta vai ficar mais econômica ainda...

Bom apetite!!