11 março 2013

Pudim de claras



Pudim de Claras


Essa semana postarei as receitas de três sobremesas que fiz no final de semana, todas tiradas do livro "Cozinha de Estar" que ganhei no concurso #receitacomchocolate do site Panelinha. Antes que achem que foi o afã da estreia do presente, quero dizer que a opção em fazer as três simultaneamente foi em função de aproveitar alguns ingredientes, pois o que sobrava em uma receita era exatamente o que a outra precisava.

Então hoje começo com o pudim de claras, uma sobremesa bem levinha, com gostinho de doce de vovó.

Minha única observação é que este é um doce bem doce. Vou sugerir o complemento que a Rita Lobo, autora do livro recomendou: esse pudim você pode servir acompanhado de um coulis de manga, que você faz batendo a fruta sem a casca e o caroço no liquidificador. Da minha parte até colocaria umas gotinhas de limão, para perfumar e dar um toque mais azedinho. 

Vamos lá?

Pudim de Claras

Pudim de Claras
(fôrma de furo central com 24 cm de diâmetro)

Ingredientes
>pudim
10 claras de ovos (em temperatura ambiente)
1 pitadinha de sal
2 xícaras (chá) de açúcar
2 colheres (sopa) de suco de limão
raspas da casca de 1 limão
>calda
3/4 xícara (chá) de açúcar
1/4 xícara (chá) de água



Pudim de Claras


Preparo
>calda
Dissolva o açúcar na água e leve ao fogo baixo até ficar com uma coloração dourado claro e engrosse um pouco. Despeje na fôrma de buraco, deixando escorrer pelas laterais.

Dica: esse método deixa a calda não muito dourada. Se gostar e quiser dar uma tonalidade mais forte, sugiro colocar o açúcar numa panela de fundo grosso, levar ao fogo baixo, mexendo eventualmente para não queimar e só quando começar a caramelizar juntar a água. Deixe cozinhando até dissolver por completo e a calda ficar mais espessa.

>pudim
Usando uma batedeira elétrica e em velocidade alta, bata as claras com a pitada de sal até o ponto de neve (aproximadamente 20 minutos). Acrescente o açúcar aos poucos, pulverizando a cada adição. Por último junte o suco de limão e as raspas. Desligue  e coloque na fôrma previamente caramelizada com a calda, dando umas batidinhas para as claras preencherem os espaços vazios.

Leve para assar em banho maria (*) em forno preaquecido a 150 graus (a temperatura mínima do meu é 180 graus e deu certo) por 1 hora.

Aguarde esfriar, passe uma faquinha para descolar as bordas, sacuda delicadamente para se certificar que o pudim descolou, coloque um prato com bordas altas sobre a fôrma e vire de uma vez para desenformar.

Leve à geladeira até a hora de servir ou por no mínimo 1 hora. Se gostar, decore com laranja cristalizada picada.

(*) banho maria: coloque a fôrma do pudim sobre uma assadeira maior, preencha com água fervente antes e leve ao forno.

Nota: além do coulis de manga, você também servir com coulis de maracujá ou goiaba.

Bom apetite!



4 comentários :

  1. Que fácil e que linda!
    Adorei a dica!

    Beijooos

    ResponderExcluir
  2. Oi Sandra, fiz apenas uma vez pudim de claras para aproveitar as que tinham sobrado de uma receita de papos de anjo, é sempre assim criamos nova receita para não haver desperdício.Seu pudim me deixou com vontade de fazer novamente.
    Parece delicioso e ficou lindo.Beijos querida e parabéns mais uma vez.

    ResponderExcluir
  3. Adoro esse pudim mas nunca me atrevi a fazer!
    o teu ficou tão lindo!! meu deus!!
    gostinho de infância!!
    beijos
    *quem sabe depois da tua receita eu me encorajo e faço!!

    ResponderExcluir

Sua visita e seu comentário são muito importantes para o Caldeirão. Comentários somente com intuito de fazer propaganda serão deletados.

Obrigada e volte sempre!