18 novembro 2014

Pãezinhos de fubá

Pãezinhos de fubá


Se me perguntassem qual seria um desejo, ou expectativa, ou motivação para escrever e mexer o Caldeirão, seguramente diria que fazer com que as pessoas gostem de cozinhar. 

Aprender a cozinhar não é tarefa difícil, mas aprender a gostar requer determinação. Como qualquer treino ou interesse, deve-se começar com receitas simples, as quais deem resultados certeiros - isso ajuda a criar confiança. A partir daí, envolver-se e, a cada vez que a cozinha te fizer um chamado, entrar nela de coração limpo. Excesso de confiança acaba sendo uma armadilha para o cozinheiro, seja iniciante ou não. É sempre bom ficar atento e questionar tudo. Nessa hora, mesmo que você não seja tão experiente, se achar algo estranho na receita, aproveite que estamos na era da informação instantânea e pesquise. Isso vai ampliar seu repertório e testar sua intuição.

Bom senso também é um dos requisitos para o bom cozinheiro. "A receita falou que era para assar em 30 minutos a 180 graus". Ok, se estiver cru após esse tempo, tem que assar mais, inquestionavelmente. Cada forno, cada região, cada época do ano influenciam as receitas. Por isso cozinhar não uma ciência exata.

Pense também que é um campo de aprendizado sem fim. Quando mais se sabe, mais se quer aprender, porque humildade, no bom sentido, é talvez uma das maiores virtudes do bom cozinheiro. 

Extendendo mais esse meu desejo, se apenas um dos meus leitores aprendesse a gostar de fazer pão como eu, então já faria dessa Bruxa que vos escreve uma pessoa muito feliz. Sou tão entusiasmada nessa área que sério, sempre testemunho que preparar o pão é uma atividade meditativa e um grande treino da paciência. Ver o pão crescendo no forno e exalando o seu perfume pela casa é como uma recompensa, ou um milagre, de estar em conexão com um alimento tão simbólico, tão presente e importante em todas as culturas desse planeta.

Hoje trago esses que para mim são uma das expressões de comfort food. O fubá parece ter um dom de criar aconchego, de chamar para uma prosa em volta da mesa, de puxar um cafezinho e momentos gostosos. A receita desses pãezinhos de fubá veio do livro "O Pão Caseiro", da Editora CookLovers. Recomendo!


Pãezinhos de fubá



Pãezinhos de fubá

Pãezinhos de Fubá
(renderam 9 unidades de mais ou menos 8 cm de diâmetro depois de prontos)


Ingredientes
>esponja
1 tablete (15 g) de fermento biológico fresco ou 1 sachê (10 g) do seco
1/4 xícara (chá) de açúcar
1/3 xícara (chá) de farinha de trigo
100 ml de leite morninho (confortável ao toque)
>massa
1 e 1/2 xícara (chá) de farinha de trigo - aproximadamente
1 xícara (chá) de fubá fininho (o tipo Mimoso)
100 ml de leite norno
1 ovo médio
1/2 colher (sopa) de semente de erva doce
1/2 colher (chá) de sal - se quiser mais salgadinho, coloque 1 inteira
leite para pincelar
fubá para polvilhar


Pãezinhos de fubá

Preparo
Em uma tigela média, dissolva o fermento no açúcar (se estiver usando o fresco, até virar uma pasta). Acrescente a farinha de trigo e o leite. Misture bem, cubra com um pano limpo e seco e deixe levedar por uns 30 minutos (ou até surgirem bolhas) em lugar quente e sem ventilação.

Passado esse tempo, e usando a mesma tigela, acrescente o ovo, o restante do leite, o fubá e 1 xícara de farinha de trigo. Mexa com uma colher até dar um ponto de massa. Enfarinhe uma bancada, despeje e trabalhe a massa, acrescentando aos poucos o restante da farinha de trigo até que essa desgrude das mãos. A massa deve ser sovada por uns 15 minutos. Estique a massa na bancada, espalhe o sal e a erva doce por ela. Torne a amassar até que esses se fundam à massa. 

Pãezinhos de fubá


Unte uma tigela com uma fina camada de óleo. Faça uma bola com a massa, cubra com filme plástico (foto 1) e deixe crescer até dobrar de volume (foto 2) em lugar sem ventilação e quente (o forno desligado é um bom lugar).

Coloque a massa novamente sobre a bancada enfarinhada. Divida em 10 partes iguais (pode ser em mais partes se quiser pãezinhos menores ou fazer um pão único, ou até mesmo enformar). Faça bolinhas com cada parte (foto 3). Disponha em uma assadeira enfarinhada com um bom espaço entre elas. Faça um corte em formato de cruz na superfície de cada bolinha e pincele com leite (foto 4). Salpique fubá pelos pãezinhos (foto 5). Cubra novamente com um pano limpo e seco e deixe crescer em lugar quente e sem vento por mais 30 minutos.

Quando faltarem 20 minutos para terminar o tempo, preaqueça o forno a 220 graus. Coloque-os para assar nessa temperatura por 10 minutos. Abaixe o forno para 200 graus e deixe os pães assarem por aproximadamente 30 minutos, ou até ao bater no fundo do pão esse produza um som oco. Para criar uma superfície douradinha, deixe mais 5 minutos no forno a 230 graus (foto 6). 


Pãezinhos de fubá

Deixe esfriarem sobre uma gradinha. Podem ser servidos com manteiga, queijos, mel ou geleias.

Espero que tenham gostado. Bom apetite!

5 comentários :

  1. sensacional, pão de fubá é puro deleite. bjs

    ResponderExcluir
  2. Fazer pão tem um toque de magia pra mim, difícil explicar. É como se a massa fosse algo vivo e eu me comunico com ela enquanto sovo, papo de doida, né? Mas todas as vezes que me abri para essa comunicação sempre tive bons pães, é instintivo. E estou me sentindo uma louca escrevendo isso publicamente, rs.
    beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Entao nao é loca sozinha.Tambem faco paes e passo uma energia positiva na hora, e funciona.BJ

      Excluir
  3. Encantada com esses pãezinhos de fubá!

    ResponderExcluir
  4. vou fazer...depois te falo como ficou !

    ResponderExcluir

Sua visita e seu comentário são muito importantes para o Caldeirão. Comentários somente com intuito de fazer propaganda serão deletados.

Obrigada e volte sempre!