12 junho 2017

Bolo Red Velvet para os 20 anos da minha filha

Bolo Red Velvet


Sobre a data
Naquela época – há 20 anos – lembro-me perfeitamente de ter feito essa conta. Agora já não me recordo (devia ter anotado...) a quantidade de fraldas que troquei de minha filha. A vida acontece  e outros números passam a fazer mais sentido do que uma simples função escatológica.

Quantas vezes a levei na escola, quantas braçadas foram necessárias até que se sentisse segura nadando, quantos coques fiz no seu cabelo para as aulas de balé clássico. Esse próximo dado não é difícil de calcular, pois todos os dias perguntei “como foi hoje na escola?”

Algumas noites em vigília por febre e tempos depois até a ouvir chegar em casa de volta das baladas e festas. E por falar em festas, quantos brigadeiros enrolei para comemorar seu aniversário? Quantas vezes que me peguei olhando fotos antigas, com certo saudosismo, mas tentando adivinhar seu futuro?

Agora, 20 anos depois, lembro como se fosse nesse momento o número de dúvidas, de incertezas, de temor, de medo de falhar que passou pela minha cabeça durante o trajeto até a maternidade, poucas horas antes de ter minha filha em meus braços.


Se dizem que nasce uma mãe no mesmo momento que nasce um filho, bem, isso não tenho certeza.  O que nasce, ou o que desperta, é um tipo de capacidade, a de amar muito e incondicionalmente.  Nasce uma força de leoa, uma garra de querer defender tudo e todos. Virar mãe é também sofrer as dores de outros filhos e de todas as mães.

E vamos aprendendo e passando de fase, como se fosse um vídeo game com o que vem chegando. Se naquele momento de colocar minha bebê no berço eu a imaginasse morando sozinha em outro país, eu teria surtado, sem sombra de dúvida. Mas a aventura de ser mãe é como o treino de um atleta de alta performance. Precisa ter resistência e fortalecer o coração. Todo santo dia.

Não sei qual o número de vezes que agradeci o fato de ter essa figurinha, que ontem completou 20 anos, por ter me feito um ser humano melhor. E que os números acumulados na sua vida sejam repletos de coisas incríveis. Te amo filha!

Sobre o bolo
Foi escolha dela comemorar seus 20 anos com o Bolo Red Velvet (Bolo Veludo Vermelho). Fui pesquisar uma receita na internet e achei a da minha querida amiga Cintya Maria, do caprichadíssimo "Cozinhar é Preciso". Bingo, foi essa mesma.

O bolo é bem "vermelhudo" e como hoje aqui no Brasil comemora-se o Dia dos Namorados, achei uma coincidência feliz. 

Então, a todos que amam, que amem cada vez mais. É do que o mundo mais precisa, amor!


Bolo Red Velvet


Bolo Red Velvet

Bolo Red Velvet
(receita para 2 fôrmas de 23 cm de diâmetro cada)

receita adaptada DAQUI 


Ingredientes
>bolo
2 e 1/2 xícaras (chá) de farinha de trigo peneiradas
2 colheres (sopa) de cacau ou chocolate em pó peneiradas
20 ml de corante alimentício vermelho líquido ou 1 colher (sopa) de corante vermelho em gel
1 colher (chá) de essência de baunilha
120 g de manteiga sem sal em ponto de pomada (ou temperatura ambiente)
1 e 1/2 xícara (chá) de açúcar refinado
3 ovos em temperatura ambiente (gemas e claras separadas)
1 xícara (chá) de buttermilk (*)
1 colher (chá) de fermento químico (para bolos)
1 colher (chá) de bicarbonato de sódio
1 colher (chá) de vinagre branco

(*) para fazer o buttermilk: adicione 1 colher (sopa) de vinagre branco ou suco de limão à 1 xícara (chá) de leite integral em temperatura ambiente. Aguarde 15 minutos para utilizar

>recheio e cobertura
450 g de cream cheese em temperatura ambiente (usei o Philadelphia)
100 g de manteiga em temperatura ambiente
1/2 colher (sopa) de essência de baunilha
2 e 1/2 xícaras (chá) de açúcar de confeiteiro peneirado (usei o açúcar impalpável)


Bolo Red Velvet

Preparo
>bolo
Preaqueça o forno a 180 graus Celsius. Unte e enfarinhe as fôrmas.

Bata as claras em neve. Reserve.

Em uma tigelinha, dissolva bem o corante com o cacau em pó e a baunilha. Também reserve.

Usando uma batedeira elétrica, bata a manteiga com o açúcar até obter uma consistência cremosa. Adicione as gemas, uma a uma. Junte a mistura do cacau com o corante e a baunilha. Agora, diminua a velocidade da batedeira e vá adicionando a farinha de trigo intervalando com o buttermilk (um pouco de um, um pouco de outro até terminar). Desligue a batedeira, acrescente o fermento e o bicarbonato de sódio dissolvido no vinagre. Adicione as claras em neve, mexendo delicadamente de baixo para cima para não perder a consistência aerada. Despeje nas fôrmas e leve para assar até, ao espetar um palito no meio do bolo, esse saia seco.

Aguarde amornar para desenformar.

Nota: se você não tiver 2 fôrmas iguais, prepare a massa do bolo SEM acrescentar o fermento, o bicarbonato e o vinagre. Divida em 2 porções iguais e à cada uma delas acrescente SOMENTE NA HORA DE ASSAR: 1/2 colher de chá de fermento, 1/2 colher de chá de bicarbonato e 1/2 colher chá de vinagre.

>recheio e cobertura
Use a batedeira elétrica para bater o cream cheese com a manteiga e a baunilha até obter um creme fofo. Adicione o açúcar, pulverizando sem parar de bater. 

Bolo Red Velvet

>montagem
Espalhe uma camada do creme entre os 2 bolos. Cubra as laterais e superfície.

Notas:
- para fazer esse efeito de detalhes em vermelho é só esfarelar cuidadosamente um pouco do bolo. Faça isso na parte que ficou na base da fôrma de um dos bolos, esfregando os dedos uniformemente para não esburacar. Depois é só salpicar em cima do bolo.

- se não for utilizar o creme na hora, mantenha-o em geladeira e retire uns 15 minutos antes de quando for manusear.


Bolo Red Velvet

Espero que tenham gostado. Bom apetite!


9 comentários :

  1. O meu filhote também vai fazer 20 anos, o tempo passa a voar.
    Parabéns para a sua filha.
    Acho esse bolo perfeito para festejar aniversário.
    Boa semana

    ResponderExcluir
  2. Belíssimo bolo.
    Parabéns a filha e a mãe.

    Beijinhos,
    Clarinha
    http://receitasetruquesdaclarinha.blogspot.pt/2017/06/salada-de-feijao-delicias-e-bacalhau.html

    ResponderExcluir
  3. Parabéns a sua filha, felicidades a ela.
    Lindo o bolo, deu vontade de comer um pedaço.
    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Parabéns e um caldeirão de boas novas para Ana, e para você também sorrisos largos que é assim que vou saindo daqui, lindeza de bolo e de escrita.

    ResponderExcluir
  5. Esse bolo é delicado e rústico ao mesmo tempo, lindo, delicioso... Um dos meus favoritos!
    Lindo seu texto, parabéns! Ser mãe é aprender a desenvolver a capacidade de ser resiliente, pois é um pedacinho de você aprendendo a enfrentar o mundo...��

    ResponderExcluir

Sua visita e seu comentário são muito importantes para o Caldeirão. Comentários somente com intuito de fazer propaganda serão deletados.

Obrigada e volte sempre!