25 julho 2014

Estrelas de biscoitos (recheados)

Biscoitos estrelas


Essa que vos escreve é uma pessoa que pensa muito. Mas se o pensamento tem um fluxo constante, a não ser como naqueles milionésimos de segundo que, em estado meditativo, conseguimos "desligar" a mente, qual pessoa que não pensa?

Quando criança tinha um pensamento quase que obsessivo. Queria saber como era o "nada", o vazio, a ausência de qualquer coisa. O máximo que conseguia abstrair era chegar a um pano de fundo todo branco, ou todo negro, mas aquilo não era o nada, tinha consciência que não era. Cresci e passou, ufa!

Já que não dá para uma pessoa comum desligar seus pensamentos, então para não ser atormentada por alguns deles, o importante é focar apenas nos pensamentos evolutivos. Não quero dizer que com isso não se deva fazer de conta que problemas ou situações difíceis não mereçam nossa atenção, mas dá para não ser escravizado por ele. Pense apenas neles quando surgirem naturalmente, não resgate se eles já se foram.

Outro dia li que quando surgir um pensamento ruim, a melhor maneira de mandá-lo embora é bem no começo, pois é o momento que ele está fraco. Alimentar um pensamento dessa natureza tira nossa boa energia para coisas mais importantes. Não vale mesmo a pena.

Quando estou cozinhando - no meu reduto, tendo o meu momento - gosto muito de colocar boas intenções no que estou preparando. Se estou triste, ou preocupada, ou eufórica, ou com qualquer outro estado de espírito mais fora da normalidade, respiro fundo e me concentro naquilo que estou fazendo. Em poucos minutos consigo apaziguar a mente e entrar como em um portal mágico que me transporta somente ao momento presente. Vivencio uma sensação de paz e auto contentamento, sério!

Muitas vezes, se não sempre, isso reflete no resultado do meu alimento. Não raro algumas pessoas elogiam mais as vezes que cozinhei com "segundas intenções". 

Como sempre digo, alimento é um termo amplo. E a responsabilidade de quem alimenta, seja real ou metaforicamente, é enorme!

Sobre essas bolachinhas que trago hoje, o que tenho a dizer é que me surpreenderam muito. Adaptei a receita original do livro "Confeitaria Chic" de Peggy Porschen, para fazer a metade da receita. Só que essa levava um ovo (daria para dividir, seria só bater ligeiramente clara e gema e dividir a mistura em duas partes iguais), mas quis aproveitar e assim mudei a quantidade de manteiga e farinha, para compensar. Fiz tudo por minha conta e risco, um pouco receosa se ficaria como no original. 

Bom, resultado, esses biscoitos foram uns dos melhores que já fiz. Depois de assados ficam firmes, porém macios e não quebradiços, apesar da espessura bem fina. O formato dá uma apresentação bem bonita e o sabor é viciante. Para caprichar, usei ESSA geleia caseira. Ficaram irresistíveis. Prove e comprove.



Biscoitos estrelas

Estrelas de biscoitos (recheados)
(renderam 12 unidades montadas)


Ingredientes
>biscoitos
100 g de manteiga sem sal em temperatura ambiente (ponto de pomada)
120 g de açúcar
1/2 colher (chá) de canela em pó
1 pitadinha de sal
1 ovo ligeiramente batido
300 g de farinha de trigo
>recheio
200 g de geleia (aproximadamente) - usei de morango da receita >> AQUI <<
>para finalizar
açúcar de confeiteiro - o quanto necessário

Material
Cortadores em formato de estrela (medidas de ponta a ponta) de 9 cm e 4 cm. Se não tiver, pode usar de outros formatos e tamanhos, mas a quantidade final pode alterar em função disso.


Biscoitos estrelas

Preparo
Usando uma batedeira elétrica, bata a manteiga com o açúcar, a canela e a pitada de sal até obter uma consistência cremosa e aerada. Junte o ovo. Bata somente até misturar. Desligue a batedeira e acrescente a farinha, mexendo com as mãos até formar uma massa. Embrulhe em filme plástico e leve à geladeira por no mínimo 30 minutos, ou até que essa esteja firme e gelada.

Desembrulhe a massa e manuseie um pouco para que essa volte a ficar mais maleável. Polvilhe levemente a superfície da bancada com farinha de trigo e abra a massa com a ajuda de um rolo até a espessura de 3 a 4 mm (como uma casca de banana). Corte os biscoitos e coloque-os cuidadosamente em uma assadeira levemente untada e forrada com papel manteiga (ou untada e enfarinhada). 

Procure fazer uma quantidade par de biscoitos. Em metade desses corte a estrela menor no centro. Dica: facilita fazer esse corte central quando os biscoitos já estão na assadeira, do contrário, eles podem deformar ao serem transferidos. 

~A massa cortada pode ser reutilizada ou assada em mini estrelas.

Leve os biscoitos já modelados à geladeira por mais 30 minutos. Quando faltarem 10 minutos para esse tempo de espera, preaqueça o forno a 180 graus. Asse por mais ou menos uns 10 minutos, ou até notar que estão com as bordas LEVEMENTE douradas (lembre-se que biscoitos endurecem quando esfriam, portanto, se esses ficarem muito duros quando estão assando, ficarão quebradiços ao esfriarem).

Aguarde amornar para remover os biscoitos da assadeira. Deixe esfriar totalmente para recheá-los.

Biscoitos estrelas

Para montar os biscoitos
Polvilhe a superfície das estrelas vazadas com açúcar de confeiteiro usando uma peneira fina. Reserve. Passe uma fina camada de geleia nos outros biscoitos. Una com os biscoitos vazados. Com uma colherinha, preencha com mais geleia a estrela central. Guarde em pote com tampa.

Gostaram? Bom apetite!

Um comentário :

  1. Sandra seus biscoitos ficaram muito lindinhos. Achei ai deia de cortar outra estrelinha dentro e fazer uma "janelinha" foférrima. Beijos!

    ResponderExcluir

Sua visita e seu comentário são muito importantes para o Caldeirão. Comentários somente com intuito de fazer propaganda serão deletados.

Obrigada e volte sempre!